“Olhando para o mundo pelas lentes da comida”. É com essa frase que a nutricionista Elaine de Azevedo dá início aos episódios de seu podcast Panela de Impressão, hospedado na plataforma Spotify. Faz todo o sentido, já que ela aborda muito mais do que nutrientes, calorias e estilos de dietas. Essa, aliás, nunca foi a praia de Elaine, que tem mestrado em agroecossitemas e doutorado em sociologia. “Eu me interesso basicamente pelo aspecto cultural da alimentação”, comenta.

Como esse viés não é tratado com profundidade no curso de nutrição nem no de ciências sociais, Elaine, que é professora universitária, começou a ficar inquieta e meio desanimada. “Eu não estava conseguindo comunicar tudo aquilo que estudo, que faz parte da minha atuação como pesquisadora”, conta. Fora isso, todo o material que ela escreve é direcionado a veículos especializados, que têm uma linguagem pouco acessível para quem não é da área.

Motivada por esses dois fatores, ela decidiu que seu projeto durante a pandemia do novo coronavírus seria o de fazer uma comunicação em que acredita, muito mais abrangente. Daí lançou o podcast. “Eu acho que falar para o público é uma experiência que todo professor deveria ter”, comenta. “A Universidade precisa ir mais a campo”, avalia.

Para Elaine, o podcast também é uma oportunidade de se conectar com pessoas que andam lendo menos e preferem receber informação rápida. “O objetivo não é substituir a leitura”, pondera. “Mas talvez o podcast seja um primeiro estímulo para o ouvinte ir atrás de um texto”, acredita. Por isso, ela sempre coloca as referências de pesquisas na descrição dos episódios.

A escolha dos temas

Ao acessar o Panela de Impressão, dá para perceber rapidamente que os assuntos abordados ali fazem parte do nosso cotidiano. Para ter ideia, Elaine fala sobre vegetarianismo, alimentos orgânicos, obesidade e gordofobia, a popularidade das proteínas, a psicologia do supermercado e por aí vai. Mas sempre de um jeito amplo, trazendo diferentes abordagens sobre o mesmo tópico.

De acordo com ela, a seleção dos temas é intuitiva. “Como tenho uma variedade de interesses, isso acaba refletido no podcast”, explica. O acervo que serve de base para o conteúdo é vasto: são cerca de 35 anos de pesquisas.

Tudo isso está em formato de artigo científico. Mas, como o objetivo é alcançar justamente quem não é cientista, Elaine prepara um roteiro com uma linguagem palatável.

Por enquanto, há duas temporadas no ar. Entre uma e outra, muitas pessoas entraram em contato para tirar dúvidas e, em vez de aprofundar certas discussões no próprio podcast, a socióloga decidiu realizar um curso. “Pretendemos fazer o mesmo antes do lançamento da terceira temporada”, conta. Novidades assim são divulgadas pelo Instagram de Elaine (acesse aqui).

Hora de dar o play

O primeiro episódio do Panela de Impressão trata do vegetarianismo. Só que a abordagem vai além daquela que se vê por aí, focada no impacto à saúde e nos nutrientes que podem ficar em falta, por exemplo.

No episódio, a socióloga cita essas questões, claro, mas explora também as dimensões social, ambiental e cultural por trás desse padrão alimentar.

“Esse episódio possibilitou mostrar como a sociologia e a antropologia discutem as temáticas. Não há senso comum, e sim diferentes pontos de vista”, pontua Elaine. No fim das contas, o recado que fica é o da tolerância.

E nada melhor do que apresentar esse conceito a partir do vegetarianismo, um estilo de vida que gera sentimentos intensos entre as pessoas. Ora, muitos carnívoros nutrem verdadeira antipatia por vegetarianos/veganos e vice-versa. “Nenhuma comida ou modo de se alimentar deveria ser vetor de intolerância. A ideia é justamente propor uma abordagem sensata, no sentido de olhar para todos os lados”, defende Elaine.

Continua após a publicidade

A seguir, confira mais alguns temas apresentados no Panela de Impressão:

+ Orgânico tem sobrenome

Elaine é grande estudiosa do movimento. Tanto que já publicou até livro sobre ele, o Alimentos orgânicos: Ampliando conceitos de saúde humana, ambiental e social (clique para comprar), da Editora Senac São Paulo.

“A discussão sobre esse tipo de alimentação é multidisciplinar, passando pelos aspectos ambiental, de saúde, social e cultural. Se não analisarmos esses quatro pontos, não chegamos a uma análise sensata, coerente ou inteligente”, afirma.

No episódio, são trabalhados diversos conceitos. “Vamos esclarecer para saber escolher?”, convida a pesquisadora.

+ Vai ter gorda, sim!

Elaine expõe três visões sobre a obesidade e examina a gordofobia, que é o preconceito contra pessoas gordas.

Para ela, o profissional de saúde precisa ser mais humilde e se propor a ouvir o paciente que está acima do peso.

“É importante perguntar coisas como: o que você deseja? Como eu posso te ajudar? O que você espera de mim?”, exemplifica. “A abordagem da obesidade merece muita atenção”, diz.

+ A psicologia do supermercado

“Já pensou por que a gente entra no supermercado para comprar um rolo de papel higiênico e sai com uma carrinho cheio de compras?”, indaga a socióloga.

No episódio, ela apresenta o artista plástico Uli Westhphal, que criou o Guia da Psicologia do Supermercado, e fala sobre as estratégias que esses estabelecimentos usam para nos enganar.

Ao todo, há 17 episódios no ar. Para acessar o podcast, clique aqui.

Continua após a publicidade

//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

Source link

The post O podcast que traz uma visão ampla (e rica) sobre a alimentação appeared first on Meio e Negócio.



Source link